domingo, 28 de outubro de 2012

Porque o governo se tornou fiador de 20 biliões de euros de transações bancárias?...

[Corre nas redes sociais. AZ]
Um dos Motivos porque o Governo se tornou fiador de 20 mil milhões de euros de transacções intra bancárias......???

Os de hoje, vão estar como gestores de Banca amanhã, pois os de ontem, já estão por lá hoje.

Correcto???? Se pensa que não, vejamos:

EIS A LISTA:

Fernando Nogueira:

Antes -Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola


-------------------------------------------------------------

Rui Machete: (AGORA NINGUÉM O OUVE)

Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN; (o banco falido, é só gamanço) e Presidente do Conselho Executivo da FLAD


------------------------------------------------------------------------------

Paulo Teixeira Pinto: (o tal que antes de trabalhar já estava reformado)

Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, depois Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de 'trabalho', Saiu com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000EUR x 15 meses por ano até morrer...) Aos 46 anos passou à situação de reforma, por incapacidade física; anos depois, aprece com novo "tacho",agora na EDP! Por isso, para alimentar este bando de tubarões, o preço da energia eléctrica nos custa os olhos da cara!...
Agora – Novo administrador da Comissão Executiva da EDP

----------------------------------------------------------------------------

Celeste Cardona: (a tal que só aceitava o lugar na Biblioteca do Porto se tivesse carro e motorista às ordens - mas o vencimento era muito curto)

Antes - Ministra da Justiça, depois vogal do CA da CGD
Agora - Nova administradora da Comissão Executiva da EDP


------------------------------------------------------------------------------

José Silveira Godinho:

Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES

--------------------------------------------------------------------------------

João de Deus Pinheiro: (aquele que agora nem se vê)

Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora - Vogal do CA do Banco Privado Português (O TAL QUE DEU O BERRO).


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Elias da Costa:

Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES


--------------------------------------------------------------------------------------------------
Ferreira do Amaral: (O ESPERTALHÃO, QUE PREPAROU O TERRENO)

Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, que queria e quer "abotoar-se" (não está resolvido) , em dobro, com os cinco milhões da cobrança do mês de Agosto na Ponte 25 de Abri, com quem se tem de renegociar o contrato (POIS CLARO, À TRIPA FORRA).
O Estado Português e os fundos da União Europeia, custearam as obras da Ponte (faltam cerca de 200 milhões) para, depois entregarem a sua exploração a uns quantos capitalistas.Será que não seria mais vantajoso para os contribuintes portugueses que o Estado chamasse a si a responsabilidade do pagamento daquela verba, já que as receitas de portagem dão bem para amortização da dívida,em vez de estar a "engordar" uns poucos?

------------------------------------------------------------------------------------
Eduardo Catroga:

Antes – Foi Vice Presidente da Quimigal, Presidente do CA da SAPEC e Ministro das Finanças do 12º Governo de Cavaco Silva
Agora – Novo Chairman da EDP, com mais de 600.000 € por ano, que acumula com Administrador não Executivo da NUTRINVESTE e do BANCO FINANTIA (não prescinde de receber todas as reformas e pensões a que tem direito, pudera também eu!!!!!!). Era dos que vinha para as televisões dizer aos portugueses que tinham de fazere sacrifícios!
Nogueira Leite: antes, desempenhou funções governativas; hoje está com um "tacho" de 20.000 € por mês, como administrador na Caixa Geral de Depósitos, que antes tinha 7 administradores e agora tem mais 4, em acumulação com mais 10 outros "tachos de administrador executivo em outras empresas. Falam contra o Estado (todos nós e, sempre que p+odem, "mamam" do Estado)... Vinha para as televisões dizer aos portugueses que tinham de fazer sacrifícios!
Mira Amaral: antes ministro de Cavaco Silva, em diversos governos. Hoje, presidente do tristemente célebre BPN (o conhecido Banco do PSD), onde ocorreu o maior roubo de que há memória em Portugal (quase 10.000 milhões de euros). O que é feito dos ladrões? Onde está o dinheiro que roubaram aos portugueses e ao Estado? Este é também dos que regularmente diz aos portugueses que têm de fazer sacrifícios!
etc etc etc...


O que é isto ?
Cunha ?
Gamanço ?


É Portugal no seu esplendor .

...e depois até querem que se declarem as prendas de casamento e o seu valor.

Já é tempo de parar esta canalha nojenta !
Não te cales, DENUNCIA!

Passa este e-mail, fá-lo circular por Portugal.


(Eu faço a minha parte. Por mim estes sangue-sugas já os tinha posto a trabalhar na estiva...)

Sabes quem é que tem a culpa desta roubalheira?
És tu, sou eu, somos todos nós, que permitimos todas estas situações.
Como é que estes gatunos ainda nos pedem sacrifícios?
Será que continuamos a ser, como dizia um monarca português, um "País de bananas governados por ladrões"....ops, desculpem eu não queria escrever ladrões mas sacanas.
"Em nome dos cortes salariais e do roubo, do subsídio de férias e Natal, vamos circular este apelo que ESTÁ CIRCULANDO EM TODA A ESPANHA! E PORQUE NÃO, EM PORTUGAL?

Exigimos:

Reduzir os salários de TODOS os cargos políticos em 50%.

Retirar TODOS os subsídios, abonos ou subvenções. Apenas poderão auferir o salário.

Limitar o salário dos cargos políticos, ao valor de 5 salários mínimos (+/- 2.500 ¤ ?)

Apenas poderão auferir UM salário.


Reforma para os políticos aos 65 anos de idade, como todos os outros portugueses.

ESTÁ CIRCULANDO EM TODA A ESPANHA!

Vamos fazê-la circular em PORTUGAL....MUITAS VEZES, tantas quantas as necessárias...
 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

António Borges e o pensamento monstruoso

 
Vejam bem esta entrevista da BBC a António Borges, um anjo da morte da humanidade, carrasco da sua pátria. Tal como após a Segunda Guerra Mundial se fizeram os Julgamentos de Nuremberg e se perseguiu os colaboradores nazis, espero que após todos estes crimes cometidos por esta gente sem carácter nem qualidades, também todos eles sejam confrontados com os seus crimes, que sejam exemplarmente julgados, e que tenham uma pena à altura dos seus crimes.
 
Claramente não é alguém de inteligência brilhante, compreendemos essa falta de qualidade após os seus "ditos" recentes. Mas certamente trabalha, pertence sem dúvida a um grupo de gente muito poderosa, gente doente, cega de ganância. Do nosso lado, o povo, claramente esmagado pelo poder desta gentalha, esmagada por este golpe desencadeado à escala global porque há "governos", porque há aparelhos de Estado nas mãos de autênticas máfias (sempre as houve, mas agora mostram-se impunemente desenfreadas), e só resta à população lutar com inteligência e pacificamente pelos seus direitos.
 
Recordo aqui uma célebre frase de um ex-Presidente dos EUA:
 
I like to believe that people in the long run are going to do more to promote peace than our governments. Indeed, I think that people want peace so much that one of these days governments had better get out of the way and let them have it.
Dwight D. Eisenhower
34th president of US 1953-1961 (1890 - 1969)



Neste desespero sem igual na História recente, nem a Al-Qaeda nos vem socorrer, ou as Tríades, ou a Yakuza, a primeira limitada que está à sua pequena luta Islâmica num mundo que se desmorona e empenhada em atentados sem repercussão e que apenas atinge inocentes (alguma vez perseguem esta "gente"?!...), as outras confinadas ao mundo do jogo e sabe-se lá mais o quê.
 
Em última instância, e reconheço ser esta uma hipótese de trabalho estapafúrdia, quem sabe se no futuro nos possam valer os "ET's", atendendo a que nesta altura todas as "nobres" instituições que inventámos se encontram apoderadas pelo inimigo. Mas, quem sabe, talvez os ET's possam estar "por aí", "lá em cima", ou entre nós dissimulados, uma raça de seres alienígenas superiores, observando a humanidade, observando-nos quem sabe há milhares de anos, observando essa "gente" criminosa e impune para, na altura certa, desferirem o golpe que merecem, imporem o respeito e a ordem. Não tenho qualquer dúvida de que uma "raça alienígiena" inteligente e evoluída, será a favor da paz (de outro modo as guerras nessa civilização alienígena não permitiriam que ela alcançasse tão avançados estágios de evolução), embora sob o ponto de vista actual, a existirem, são supostos estarem a milhares de anos-luz de nós e, portanto fora do nosso alcance. Mas a ciência, a ciência é feita  de conjecturas. E, já que citei Eisenhower, quer avisar o leitor de que poderá confirmar por si próprio na Web que há documentos e testemunhos de que ele teria tido um encontro (ou mesmo vários) com essa raça alienígena, entre os quais anoto o testemunho do respeitável senador McElroy (hoje em dia se diz, o testemunho de um "whistleblower", veja o seu testemunho educativo, como ele próprio o define, aqui)...Se não fosse a miséria que nos cerca, até ocasionalmente poderíamos dizer: "mas que tempos decisivos para a humanidade vivemos hoje!"...E certamente que são!
 
AZ
 

Que PPC seja coerente e se entregue no posto da PSP de Massamá!!

[Está nas redes sociais. AZ]
 
Ao deixar derrapar a execução orçamental, ao afundar a economia nacional e ao não cumprir os objetivos que se propôs, designadamente não atingindo a meta do défice (4,5%) com que se comprometeu, o Governo incorreu em responsabilidade criminal.

Quem o disse não fui eu. Foi o próprio Dr. Passos Coelho, num discurso de que o "Correio da Manhã" de 6-11-2010 publicou os seguintes excertos:
"Se nós temos um Orçamento e não o cumprimos, se dissemos que a despesa devia ser de 100 e ela foi de 300, aqueles que são responsáveis pelo resvalar da despesa também têm de ser civil e criminalmente responsáveis pelos seus actos e pelas suas acções"

"Não podemos permitir que todos aqueles que estão nas empresas privadas ou que estão no Estado fixem objetivos e não os cumpram. Sempre que se falham os objectivos, sempre que a execução do Orçamento derrapa, sempre que arranjamos buracos financeiros onde devíamos estar a criar excedentes de poupança, aquilo que se passa é que há mais pessoas que vão para o desemprego e a economia afunda-se"

"Não se pode permitir que os responsáveis pelos maus resultados andem sempre de espinha direita, como se não fosse nada com eles". "Quem impõe tantos sacrifícios às pessoas e não cumpre, merece ou não merece ser responsabilizado civil e criminalmente pelos seus actos?"
Proféticas palavras! Pois se assim é, aguarda-se que o Dr. Passos Coelho seja por uma vez coerente e vá entregar-se no posto da P.S.P. de Massamá !!

O novo humor Português

 
 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Caso BPN: O que esconde Cavaco?

Para onde quer que se volte, Cavaco Silva confronta-se com a sua própria responsabilidade. Os Portugueses têm o direito de lhe exigir a responsabilidade toda! A História o julgará.
 

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Redução de vencimentos: texto lúcido do Prof. Luis Menezes Leitão

Assunto: Redução de vencimentos: texto lucido doProf. Luis Menezes Leitão, da Fac de Direito de Lx


Assunto: Redução de vencimentos: texto lúcido do Prof. Luis Menezes Leitão, da Fac de Direito de Lx
Fico perfeitamente siderado quando vejo constitucionalistas a dizer que não há qualquer problema constitucional em decretar uma redução de salários na função pública. Obviamente que o facto de muitos dos visados por essa medida ficarem insolventes e, como se viu na Roménia, até ocorrerem suicídios, é apenas um pormenor sem importância. De facto, nessa perspectiva a Constituição tudo permite.
É perfeitamente constitucional confiscar sem indemnização os rendimentos das pessoas.
É igualmente constitucional o Estado decretar unilateralmente a extinção das suas obrigações apenas em relação a alguns dos seus credores, escolhendo naturalmente os mais frágeis. E finalmente é constitucional que as necessidades financeiras do Estado sejam cobertas aumentando os encargos apenas sobre uma categoria de cidadãos.
Tudo isto é de uma constitucionalidade cristalina. Resta acrescentar apenas que provavelmente se estará a falar, não daConstituição Portuguesa, mas da Constituição da Coreia do Norte.
É por isso que neste momento tenho vontade de recordar Marcello Caetano, não apenas o último Presidente do Conselho do Estado Novo, mas também o prestigiado fundador da escola de Direito Público de Lisboa. No seu Manual de Direito Administrativo, II, 1980, p. 759, deixou escrito que uma redução de vencimentos "importaria para o funcionário uma degradação ou baixa de posto que só se concebe como grave sanção penal". Bem pode assim a Constituição de 1976 proclamar no seu preâmbulo que "o Movimento das Forças Armadas [...) derrubou o regime fascista".
Na perspectiva de alguns constitucionalistas, acabou por consagrar um regime constitucional que permite livremente atentar contra os direitos das pessoas de uma forma que repugnaria até ao último Presidente do Estado Novo.
Diz o povo que "atrás de mim virá quem de mim bom fará".
Se no sítio onde estiver, Marcello Caetano pudesse olhar para o estado a que deixaram chegar o regime constitucional que o substituiu, não deixaria de rir a bom rir com a situação.

John Perkins: "Portugal está a ser assassinado[...]"

[Artigo original aqui]

John Perkins. “Portugal está a ser assassinado, como muitos países do terceiro mundo já foram”

Por Sara Sanz Pinto, publicado em 24 Set 2012 - 19:58 | Actualizado há 3 semanas 6 dias
Chamou-se a si próprio assassino económico no livro “Confessions of an Economic Hit Man”, que se tornou bestseller do “New York Times”
 
 

Os novos provérbios portugueses...

A nova sabedoria popular (19 novos provérbios...)

1. Em Janeiro sobe ao outeiro; se vires verdejar, põe-te a cantar, se vires o Passos, põe-te a chorar
2. Quem vai ao mar avia-se em terra; quem vota Passos, mais cedo se enterra.
3. Passos a rir em Janeiro, é sinal de pouco dinheiro.
4. Quem anda à chuva molha-se; quem vota em Passos lixa-se.
5. Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão; parvo que vota em Passos , tem cem anos de aflição.
6. Gaivotas em terra temporal no mar; Passos em São Bento, o povinho a penar
7. Há mar e mar, há ir e voltar; só vota em Passos quem se quer afogar.
8. Março, marçagão, manhã de Inverno tarde de Verão; Passos , Soarão, manhã de Inverno tarde de inferno.
9. Burro carregando livros é um doutor; burro carregando o Passos é burro mesmo.
10. Peixe não puxa carroça; votar em Passos , asneira grossa.
11. Amigo disfarçado, inimigo dobrado; Passos empossado, povinho lixado.
12. A ocasião faz o ladrão, e de Passos um aldrabão.
13. Antes só que mal acompanhado, ou com Passos ao lado.
14. A fome é o melhor cozinheiro, Passos o melhor coveiro.
15. Olhos que não vêem, coração que não sente, mas aturar o Passos , não se faz à gente.
16. Boda molhada, boda abençoada; Passos eleito, pesadelo perfeito.
17. Casa roubada, trancas na porta; Passos eleito, ervas na horta.
18. Com Passos e bolos se enganam os tolos.
19. Não há regra sem excepção, nem Passos sem confusão.

Passe a 12 amigos, pelo menos !
Um vizinho meu não passou a ninguém: em duas semanas perdeu o emprego e aumentaram-lhe os impostos...

A ignorância de António Borges-texto do economista Eugénio Rosa

Leiam aqui.
O economista Eugénio Rosa.
 

Haja sentimento e respeito por quem sempre ao nosso lado estará...

[E já que estamos numa de sentimentos, caros leitores, aqui vejam um dos melhores trailers comerciais do mundo. AZ]
 

Uma Aula de Direito: Aprendamos o que é a Justiça!

Uma Aula de Direito
Uma manhã, quando nosso novo professor de "Introdução ao Direito" entrou na sala, a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
- Como te chamas?
- Chamo-me Juan, senhor.
- Saia imediatamente da minha aula e não quero que voltes nunca mais! - gritou, desagradável,o professor.
Juan ficou desconcertado. Quando deu de si, levantou-se rapidamente, recolheu as suas coisas e saiu da sala.
Todos estávamos assustados e indignados, porém ninguém disse nada.
- Agora sim! - e de seguida o professor perguntou; - para que servem as leis?...
Continuavamos assustados porém pouco a pouco começamos a responder à sua pergunta:
- Para que haja ordem na nossa sociedade.
- Não! - respondeu o professor.
- Para cumpri-las.
- Não!
- Para que as pessoas erradas paguem por seus actos.
- Não!!!
- Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
- Para que haja justiça - falou timidamente uma garota.
- Até que enfim! É isso... para que haja justiça.
- E agora, para que serve a justiça?
Todos começávamos a ficar incomodados pela atitude tão grosseira doprofessor mas, porém, seguímos respondendo:
- Para salvaguardar os direitos humanos...
- Bem, que mais? - perguntava o professor.
- Para diferençar o certo do errado... Para premiar a quem faz o bem.
- Ok, não está mal porém... respondam a esta pergunta:
- Agi correctamente ao expulsar Juan da sala de aula?...
Todos ficamos calados, ninguém respondia:
- Quero uma resposta decidida e unânime!
- Não!! - respondemos todos a uma só voz.
- Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?
- Sim!!!
- E por que é que ninguém fez nada a esse respeito?
- Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para pratica-las?
- Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos.
- Não voltem a ficar calados, nunca mais!
- Vá buscar o Juan - disse, olhando-me fixamente.
Naquele dia recebi a lição mais prática no meu curso de Direito. Quando não defendemos os nossos direitos perdemos a dignidade e a dignidade não se negoceia.

CV do primeiro-ministro PPC

VOTAR SEM CONHECER DÁ NISTO!!! É AQUI QUE O SISTEMA FALHA.
Curriculum do nosso primeiro-ministro....
Meus Amigos, algum de vós dava emprego (não estou a falar de trabalho…) a alguém com esta “Carreira de Vida” (Curriculum Vitae [CV])!?...


Nome: Pedro Passos Coelho
Morada: Rua da Milharada - Massamá
Data de nascimento: 24 de Julho de 1964
Formação Académica: Licenciatura em Economia – Universidade Lusíada
(concluída em 2001, com 37 anos de idade)

Percurso profissional: Até 2004, apenas actividade partidária na JSD e PSD;
a partir de 2004 (com 40 anos de idade) passou a desempenhar vários cargos
em empresas do amigo e companheiro de Partido, Engº Ângelo Correia,
de quem foi diligente e dedicado ‘moço-de-fretes’,
tais como:

(2007-2009) Administrador Executivo da Fomentinvest, SGPS, SA;
(2007-2009) Presidente da HLC Tejo,SA;
(2007-2009) Administrador Executivo da Fomentinvest;
(2007-2009) Administrador Não Executivo da Ecoambiente,SA;
(2005-2009) Presidente da Ribtejo, SA;
(2005-2007) Administrador Não Executivo da Tecnidata SGPS;
(2005-2007) Administrador Não Executivo da Adtech, SA;
(2004-2006) Director Financeiro da Fomentinvest,SGPS,SA;
(2004-2009) Administrador Delegado da Tejo Ambiente, SA;
(2004-2006) Administrador Financeiro da HLC Tejo,SA.

Este é o “magnífico” CV do homem que ‘teoricamente’ governa este País! Um homem que
nunca soube o que era trabalhar até aos 37 anos de idade! Um homem que,
mesmo sem ocupação profissional, só conseguiu terminar a Licenciatura
(numa Universidade privada…) com 37 anos de idade!
Mais: um homem que, mesmo sem experiência de vida e de trabalho, conseguiu logo
obter emprego como ADMINISTRADOR… em empresas de Ângelo Correia, “barão” do
PSD e seu tutor e patrão político!...
E que nesse universo continua a exercer funções!...

É ESTE O HOMEM QUE FALA DE “ESFORÇO” NA VIDA E DE“MÉRITO”!
É ESTE O HOMEM QUE PRETENDE DAR LIÇÕES DE VIDA A MILHARES DE TRABALHADORES
DESTE PAÍS QUE NUNCA CHEGARÃO A ADMINISTRADORES DE EMPRESA ALGUMA, MAS QUE
LABUTAM ARDUAMENTE HÁ MUITOS E MUITOS ANOS NAS SUAS EMPRESAS, TENTANDO ALIMENTAR AS SUAS FAMÍLIAS, TENTANDO SOBREVIVER, GANHANDO PARA ISSO, ORDENADOS DE MISÉRIA!

É ESTE O HOMEM QUE, EM TOM MORALISTA, FALA DE “BOYS” E DE “COMPADRIOS”, LOGO
ELE QUE, COMO SE COMPROVA, NÃO PRECISOU DE “FAVORES” DE NINGUÉM PARA ARRANJAR EMPREGO!...
EDIFICANTE… NÃO É?...
DIGA LÁ… DAVA EMPREGO A ALGUÉM COM ESTA ‘FOLHA DE SERVIÇOS’?
NOTA: PARA SE PERCEBER O QUE SE PASSA POR CÁ, E NO RESTO DO MUNDO, ALÉM DAS
DAS RAZÕES MUITO MAIS PROFUNDAS, E NO DOMÍNIO DO TRÁGICO «ECONOMÊS»
QUE, COMO CIÊNCIA ERRADA NOS SEUS FUNDAMENTOS E, POR ISSO, FALSA,
QUE NOS TROUXE AO DESCALABRO VIGENTE, LEIA-SE O CAPITULO «PORQUE SÃO OS
PIORES QUE NOS GOVERNAM» DO LIVRO «O CAMINHO PARA A SERVIDÃO» (1944) DO
AUSTRÍACO FREDERIK HAYEK (PRÉMIO NOBEL DA ECONOMIA EM 1974).
ESTE PASSOS E O RESTO DA INÍQUA CAMBADA QUE NOS DESGOVERNA EM DIRECÇÃO
AO CAOS (TODOS OS POLÍTICOS SEM EXCEPÇÃO) NÃO FAZ OUTRA COISA SENÃO AQUI
-LO QUE OUTROS MUITISSIMO MAIS PODEROSOS LHE MANDAM FAZER, NESTE CASO, A
-TRAVÉS DO RELVAS, QUE LHE DITA AS ORDENS QUE RECEBE DOS SEUS SUPERIORES
CONFRADES MAÇONS DA LOJA A QUE PERTENCE. INVESTIGUEM, E CHEGAM LONGE!

CV de Miguel Relvas está na Wikipedia...

Leiam aqui. É oficial...está na Wikipedia.

A razão pela qual os países do norte da Europa estão cansados de subsidiar Portugal




SEM COMENTÁRIOS

Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul.
Governo Português
3 governos no continente e ilhas

333 deputados no continente e ilhas

308 câmaras

4259 freguesias

1770 vereadores

30000 carros

40000(?) fundações e associações

500 assessores em Belém

1284 serviços e institutos públicos

Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados equivalentes à Alemanha, teria de reduzir em mais de 50%
O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS!
É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTÂNEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS.
ISTO É ABOMINÁVEL!!!
ACORDA, POVO! ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS E NÃO AS QUE O GOVERNO FALA.
Faz o que te compete: divulga.

Histórias Proibidas de Aguiar Branco...


 
 




 

Homem detido por fotografar carro mal estacionado ao serviço de Aguiar Branco

[notícia original aqui, jornal o Público. A impunidade continua...Acudam-nos! AZ]

O carro, um Alfa Romeo preto que pertencia à PSP mas estava descaracterizado, estava no passeio da rua do escritório de advocacia de Aguiar-Branco. O homem, também advogado, decidiu tirar uma fotografia com o telemóvel, tendo sido abordado e detido para identificação por agentes da PSP.

O ministro, refere a TVI, pode fazer uso da segurança da PSP mesmo em situações particulares, mas não pode estacionar em cima de um passeio.

Segundo António Vilar, o advogado identificado pela polícia, é frequente o carro ao serviço do ministro estar às segundas e sextas-feiras parado naquele local. À TVI, o gabinete de Aguiar-Branco confirmou que o governante esteve esta tarde no Porto.

Notícia corrigida às 21h38
Por lapso, a marca do carro estava escrita com um erro.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O Orçamento para 2013 é um CRIME DE ESTADO CONTRA O PAÍS!!!

[Texto de Daniel Oliveira, Expresso online.AZ]
 
O Orçamento para 2013, que será apresentado hoje, com mais ou menos pequenas alterações em relação ao que já se sabe, é um crime de Estado contra o País.
É, antes de mais, um crime contra a economia. Desviando somas colossais da economia para pagamento de juros usurários da dívida, será o golpe de misericórdia no mercado interno. Não sobrará dinheiro para nenhum consumo para além do essencial - e para uma enorme quantidade de portugueses, nem isso. Durante o ano de 2013, somar-se-ão as falências, os despedimentos em massa, as prestações das casas e as rendas por pagar. Este orçamento será uma hecatombe para os trabalhadores e para as empresas.
É, por isso, um crime contra as contas públicas. Porque é às empresas e ao trabalho que o Estado vai buscar a sua receita. Sem economia e sem emprego as despesas crescem - e contra isso restará acabar com os subsídios de desemprego e entregar uma parte significativa do País à miséria - e as receitas, por mais altos que sejam os impostos, caem a pique. Para resolver um problema agravaremos esse problema. Só um idiota não vê isto.
É um crime contra a classe média, que será esmifrada até ao último cêntimo. E é preciso ter em conta que a classe média em Portugal não é a classe média do resto da Europa. Vivia apenas com um bocadinho mais do que era necessário para ter o essencial. O bocadinho que sobrava para alguma poupança e algum consumo. Ou seja, grande parte da classe média será atirada para a pobreza. E, em todas as economias, a classe média é, muito mais do que as classes altas, o motor do mercado interno. É ela que garante grande parte do consumo.
É um crime contra a justiça social. A redução do número de escalões põe no mesmo saco pessoas classe média baixa e classe média, classe média e classe média alta, classe média alta e ricos. Os impostos que mais sobem são os da classe média baixa. Os que menos sobem são os que se situavam no que era o escalão mais alto. A sobretaxa, não sendo progressiva, aplica-se igualmente para todos.
É um crime contra a honra do Estado. Porque os pensionistas que recebem reformas "milionárias" de 1.300 euros são roubados nas suas poupanças. Eles confiaram o seu dinheiro ao Estado. E essa confiança dependia de um compromisso: que, descontado o que é necessário para a redistribuição dos rendimentos, esse dinheiro lhes seria devolvido quando deixassem de trabalhar. É extraordinário que este governo se preocupe tanto em passar a ideia de que honra os seus compromissos e paga as suas dívidas externas e não se incomode com a sistemática violação dos seus compromissos com os cidadãos portugueses e os calotes que lhes dá. Que os contratos das PPP's sejam inegociáveis mais os contratos com os portugueses não tenham qualquer valor.
É um crime contra a autoridade do Estado. Qualquer português, perante a escolha de deixar de comer, de deixar de mandar os seus filhos à escola, de deixar de ter casa onde viver ou de deixar de pagar impostos escolherá, como é evidente, não pagar impostos. Tentará (e quem o poderá condenar) fugir ao fisco. Tentará (e quem lhe apontará o dedo) enganar o Estado. Os que não o conseguirem fazer às escondidas farão às claras e esperarão por uma justiça atolada em processos. Será o salve-se quem puder. Ficarão os que nada podem fazer para fugir ao assalto a pagar a despesa.
Este orçamento é um crime. E como crime deve ser tratado. A partir de hoje, e confirmando-se as linhas fundamentais do Orçamento, é um imperativo patriótico impedir que ele seja aprovado. Na rua, nos tribunais, em todo o lado. E fazer tudo o que a lei permite para que estes loucos sejam escorraçados de São Bento.
por Daniel Oliveira
Publicado no Expresso Online

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Em como a economia de um país pode funcionar com 0 euros!...

Um casal chega a um hotel e pergunta quanto custa um quarto para o fim de semana. O recepcionista responde: 100 euros pelos 2 dias.
- Muito bem. Responde o cavalheiro. Mas gostaríamos de conhecer as v. instalações antes de reservarmos. Os quarto, a piscina, o restaurante...
- Não há problema, responde o recepcionista. Os Srs. deixam uma caução de 100 euros e podem visitar as nossas instalações à vontade. Se não gostarem nós devolvemos o dinheiro.
- Combinado, disse o casal.
Deixaram os 100 euros e foram visitar o hotel.

Acontece que:
O recepcionista devia 100 euros à mercearia do lado e foi a correr pagar a dívida.
O merceeiro devia 100 euros na sapataria e foi a correr pagar a dívida.
O sapateiro devia 100 euros no talho e foi a correr pagar a dívida.
O talhante devia 100 euros à agência de viagens e foi a correr pagar a dívida.
O dono da agência devia 100 euros ao hotel e foi a correr pagar a dívida.

Nisto o casal completou a visita e informou que afinal não vão ficar no hotel.
- Não há problema. Tal como lhe disse, aqui tem o seu dinheiro, respondeu o recepcionista.

CONCLUSÃO Toda a gente pagou a quem devia... sem dinheiro nenhum. O casal levou os 100 euros que pagaram todas as 5 dívidas no valor total de 500 euros. Ponham aqui os olhos e percebam que todo o sistema financeiro, desde que inventaram os números negativos, se tornou uma fraude. Zero euros pagaram 500 em dívida. E podíamos continuar indefinidamente.

Como dizia Milton Friedman: "Não perguntem onde está o dinheiro porque ele não está em lado nenhum!"